Órgão Que Recebe O Bolo Alimentar?

Órgão Que Recebe O Bolo Alimentar
O esôfago é uma espécie de tubo que apresenta cerca de 25 cm de comprimento. Ele conecta a faringe ao estômago. O bolo alimentar passa por esse tubo graças às contrações peristálticas, que são feitas pelos músculos que compõem o órgão e garantem a movimentação do bolo alimentar em direção ao estômago.

Contents

Qual é o nome do órgão do sistema digestório que é responsável por levar o bolo alimentar da faringe para o estômago?

Exercício sobre o sistema digestório – Agora que você já aprendeu um pouco mais sobre o sistema digestório e o processo de digestão, vamos testar seus conhecimentos sobre o tema. Baseando-se nos conhecimentos adquiridos com este texto, relacione as colunas a seguir:

I- Dentes II- Saliva III- Faringe IV- Esôfago V- Estômago VI- Intestino delgado VII- Intestino grosso VIII- Fígado IX -Pâncreas (  ) Promovem a digestão mecânica dos alimentos. (  ) Maior órgão do sistema digestório. (  ) Órgão comum ao sistema respiratório e digestório. (  ) Secreta a bile. (  ) Possui a enzima ptialina, que atua na digestão de carboidratos. (  ) Produz suco gástrico. (  ) Realiza movimentos peristálticos. (  ) Onde ocorre a absorção de água e formação das fezes.

RESPOSTA: (I) Promovem a digestão mecânica dos alimentos. (VI) Maior órgão do sistema digestório. (III) Órgão comum ao sistema respiratório e digestório. (VIII) Secreta a bile. (II) Possui a enzima ptialina, que atua na digestão de carboidratos. (V) Produz suco gástrico. (IV) Realiza movimentos peristálticos. (VII) Onde ocorre a absorção de água e formação das fezes.

Onde fica o bolo alimentar?

Resumo do sistema digestório –

  • O sistema digestório é responsável por garantir a quebra do alimento em partículas menores e pela absorção de nutrientes que são necessários ao corpo.
  • No sistema digestório temos o trato gastrointestinal, que é formado por boca, faringe, esôfago, estômago, intestino delgado e intestino grosso; e as glândulas associadas: glândulas salivares, fígado e pâncreas.
  • Na boca o alimento é rasgado e triturado pelos dentes e, com a ajuda da língua, é misturado com a saliva.
  • O bolo alimentar segue da boca para a faringe e da faringe para o esôfago, sendo levado por meio de movimentos peristálticos até o estômago.
  • No estômago o bolo alimentar sofre a ação do suco gástrico e passa a ser chamado de quimo.
  • Do estômago o quimo segue para o intestino delgado, onde sofrerá a ação do suco pancreático, da bile e das secreções produzidas pelo próprio intestino delgado.
  • No intestino delgado, além de grande parte do processo de digestão, ocorre também a absorção de nutrientes.
  • No intestino grosso formam-se as fezes, as quais são eliminadas pelo ânus.

Qual é o órgão responsável pela digestão dos alimentos?

Dentro do sistema digestivo o intestino delgado é responsável pela fase principal da digestão, que é a absorção dos nutrientes dos alimentos. Sua estrutura começa pelo piloro e se estende até a junção ileocólica. Ele fica próximo ao intestino grosso, dividindo- se em três porções: duodeno, jejuno e íleo.

Como é chamado o bolo alimentar no estômago?

Durante o processo de digestão, diversas modificações ocorrem no alimento para possibilitar a absorção de seus nutrientes pelo organismo. Em todo o sistema digestório , o alimento sofre a ação de enzimas , da mastigação e dos movimentos dos órgãos. Esses dois últimos garantem a digestão mecânica.

Ao final dessas transformações, dois produtos são formados: o quimo e o quilo. → O que é o quimo? O quimo é formado quando o bolo alimentar (alimento misturado à saliva e triturado pelos dentes ) chega ao estômago.

Ali, ele sofrerá a ação de elementos presentes no suco gástrico, que é uma substância produzida pelas células desse órgão. Alguns desses elementos do suco gástrico são as enzimas, e a principal delas é a pepsina, que quebra as proteínas em partículas menores para que possam ser usadas por nosso corpo.

No suco, também está presente o ácido clorídrico. Esse ácido também apresenta uma função antisséptica, o que possibilita a ação da pepsina no alimento. O bolo alimentar passa a ser chamado de quimo quando o processo de digestão no estômago finaliza-se.

Esse produto é uma massa consistente e apresenta pH ácido. → O que é o quilo? O quilo é formado no intestino delgado após o quimo sofrer as ações das substâncias lançadas nesse órgão. Nesse local, o quimo é modificado pelo suco entérico, pelo suco pancreático e pela bile.

O suco entérico é produzido pelo próprio intestino. Nessa substância, são encontradas enzimas que finalizam o processo de digestão das proteínas e dos carboidratos. O suco pancreático, por sua vez, é produzido pelo pâncreas e apresenta em sua composição o bicarbonato de sódio, elemento que diminui o pH do quimo, e enzimas, que atuam em diferentes produtos, como as proteínas, os carboidratos e as gorduras.

Outra substância lançada pelo intestino delgado é a bile , que é produzida pelo fígado e não possui enzimas. A bile será responsável por emulsificar as gorduras e, assim, ajudar na ação das lipases (enzimas que quebram a gordura). Após as modificações sofridas no intestino delgado, o material da digestão é chamado de quilo.

Qual e o nome do órgão que produz as fezes?

O cólon (intestino grosso) absorve a água e o líquido dos alimentos digeridos; e, os resíduos que restam, formam as fezes, que são armazenadas no reto, a parte final do sistema digestivo. A partir daí, as fezes são eliminadas para fora do corpo passando pelo ânus por meio do movimento peristáltico do intestino.

Qual e a função do fígado?

O fígado e suas funções – O fígado é um dos órgãos que compõem o sistema digestivo. Ele é uma glândula, na verdade a maior que encontramos no corpo humano, e tem funções exócrinas, na liberação de secreções, e endócrinas, liberando substâncias no sistema linfático e sanguíneo.

Em média, o fígado pesa de 1. 300 a 1. 500 gramas no homem, sendo um pouco menor na mulher, cerca de 200 gramas. Ele se localiza na parte superior à direita do abdômen, e uma das suas principais características é a sua alta capacidade de se recuperar e regenerar.

Afinal, ele é composto por milhões de células que conseguem se recompor após sofrerem alguma lesão. Não existe apenas uma função do fígado, porque ele é responsável por cumprir diversas tarefas diferentes. Veja a seguir algumas delas:

  • liberação e armazenamento da glicose;
  • metabolismo das proteínas;
  • conversão da amônia em ureia;
  • metabolismo de lipídios;
  • síntese de uma grande parcela das proteínas do plasma;
  • destruição de células do sangue desgastadas e bactérias;
  • processamento de hormônios e outras substâncias;
  • produção da bile;
  • síntese do colesterol;
  • desintoxicação do organismo;
  • armazenamento de minerais e vitaminas como A, D, E, K, B12 ferro e cobre;
  • participação na regulação do volume sanguíneo.
You might be interested:  Quem Criou A Maquina De Sorvete?

É o fígado que protege o nosso organismo contra substâncias nocivas que muitas vezes nós mesmos ingerimos, como é o caso das gorduras, da cafeína e do álcool, um grande vilão para esse órgão tão importante. É preciso ressaltar que, embora o fígado tenha uma alta capacidade de se regenerar, ele também sofre agressões, sendo que algumas lesões, principalmente aquelas causadas constantemente como no caso do abuso de bebidas alcoólicas, podem acarretar danos irreversíveis para ele.

Além disso, algumas doenças também afetam o fígado, como no caso da hepatite e da fibrose. Há ainda complicações como a cirrose , hepatites , doenças hepáticas tóxicas e insuficiência hepática em decorrência de diversos problemas.

E não é somente isso, porque o fígado também pode ser acometido pelo câncer. A cirrose é uma das doenças que podem evoluir para a formação de tumores malignos. Por isso, é muito importante manter esse órgão saudável, já que ele é responsável por tantas funções em nosso corpo.

Qual e a função do esôfago?

17 nov Qual é a função do esôfago? – Sabemos que, dentro de nosso corpo, cada órgão tem sua função e importância para o perfeito funcionamento do organismo. No aparelho digestivo não é diferente: cada região é fundamental para o mecanismo do aparelho, como uma grande engrenagem.

Hoje, vamos falar sobre o esôfago! Tumores neuroendócrinos atingem com mais frequência órgãos gastrointestinais O esôfago é responsável por levar a comida ingerida até o estômago. O órgão está localizado entre o extremo inferior da laringofaringe e se estende até a parte superior do estômago.

Para ilustrar melhor, podemos dizer que o esôfago atravessa o pescoço e toda a região do tórax, terminando na parte superior do abdômen. O esôfago tem aproximadamente 50 centímetros e é oco. Sua formação acontece com três camadas: ► Mucosa. Apresenta tecido conjuntivo, glândulas mucosas e vasos sanguíneos; ► Submucosa.

Tem pequenas glândulas que liberam secreções que lutam contra possíveis agentes infecciosos na região do esôfago; ► Muscular. É dividida entre a camada externa e a interna do órgão. Infelizmente, o esôfago não está livre do câncer.

A doença na região tem incidência sete vezes maior nos homens, e geralmente se desenvolve a partir dos 50 anos. Alguns fatores são vistos como possíveis causas do câncer de esôfago e devem ser evitados. São eles: obesidade; tabagismo; etilismo; consumo exagerado de carnes vermelhas, de alimentos embutidos e/ou conservados com muito sal; ingestão de líquidos muito quentes; entre outros.

Qual e a função do estômago?

O estômago é um órgão semelhante a um saco que contém os alimentos e começa a digeri-los secretando o suco gástrico. A comida e o suco gástrico são misturados e em seguida, despejados na primeira parte do intestino delgado, chamada duodeno.

O que acontece com o bolo alimentar no estômago?

  • Sistema excretor – Rins filtram impurezas e as eliminam na urina
  • Teste seus conhecimentos sobre a digestão

Você já pensou sobre o que ocorre com os alimentos após entrarem em nosso corpo? Depois de comermos, vários processos transformam aquilo que ingerimos em um composto digerido, formado por partes diminutas que poderão passar pelas paredes dos nossos órgãos. Chamamos esses processos de sistema digestivo , ou sistema digestório. Primeiro, quando levamos o alimento à boca, nós o cortamos, trituramos e dividimos cada vez mais com o atrito de nossos dentes. Esse trabalho assemelha-se ao de um liquidificador. O processo é auxiliado pela saliva, que umedece a comida e pela língua, que ajuda a misturá-la, formando o bolo alimentar.

Mas, por que há necessidade de triturar tanto os alimentos? Será que é somente para fazê-los passar por nossa garganta? Não. Na verdade, as substâncias químicas que realizam a digestão são conhecidas como enzimas e elas precisam entrar em contato com os grupamentos atômicos que formam os alimentos para poder desmontá-los.

Assim, quanto menor for o pedaço de comida, maior será o contato da enzima com ele. Da boca aos estômago Na boca, a saliva já inicia o processo de digestão. A enzima amilase salivar ( ptialina ) “quebra” as grandes moléculas de amido (existentes nos carboidratos – pão, macarrão, etc.

) em moléculas menores, de maltose. Da boca, o bolo alimentar desce pela faringe, pelo esôfago e chega ao estômago. No estômago, onde ocorre produção de suco gástrico, a pepsina (outra enzima), em meio ácido (presença de ácido clorídrico), inicia a “quebra” das proteínas.

Do estômago, o bolo alimentar passa ao intestino delgado, onde será banhado por sucos digestivos produzidos pelo pâncreas, pelo fígado e pela parede do intestino. A primeira porção do intestino delgado é conhecida como duodeno (por ter cerca de doze dedos de comprimento).

  • Órgão Que Recebe O Bolo Alimentar Órgãos do sistema digestório

Processo digestivo No duodeno se processa ainda a digestão das gorduras, onde a bile (fabricada pelo fígado e armazenada na vesícula biliar) é despejada e emulsifica a gordura. Ela transforma as “gotas grandes” de gordura em “gotas menores” (como o detergente faz na louça engordurada), aumentando a superfície de contato da lípase , uma enzima produzida pelo pâncreas, com as moléculas de gordura. Assim, os lipídeos ou gorduras são transformados em componentes mais simples, os ácidos graxos e o glicerol, os quais podem passar pelas paredes dos intestinos.

  1. Nessa região a tripsina , uma enzima produzida pelo pâncreas, continua o processo de “quebra” das proteínas iniciado no estômago e a amilase pancreática continua o processo de digestão do amido;
  2. A região seguinte do intestino delgado pode ser subdividida em jejuno (por ser encontrado geralmente vazio) e íleo (palavra de origem grega que significa voltear – onde o intestino delgado faz circunvoluções no interior de nosso ventre);

Nessa região, as enzimas conhecidas como peptidases completam a transformação das proteínas em aminoácidos e a maltase (uma enzima produzida pela parede do intestino) transforma a maltose em duas moléculas de glicose. Outros açúcares também são digeridos nessa região.

  • Na porção final (íleo) ocorre a absorção das moléculas dos alimentos que já foram quimicamente transformadas pelas enzimas e assim são capazes de passar pela parede do intestino e ganhar o sangue, que distribuirá essas moléculas a todas as células do corpo;
You might be interested:  Quanto Tempo O Sorvete Demora Para Congelar?

Nessa região, grande parte da água existente no bolo alimentar também é absorvida. Os restos alimentares não digeridos chegam ao intestino grosso, onde continua ocorrendo a absorção de água, e são formadas as fezes pastosas que saem do corpo através do ânus.

O que é o bolo alimentar?

No processo de digestão , o alimento ingerido é quebrado em partículas menores para que possa ser aproveitado pelas células. Durante o processo, diversas estruturas atuam para degradar o alimento, como os dentes. Além disso, várias enzimas estão presentes, tais como a amilase salivar e a pepsina.

  1. O processo de digestão inicia-se na boca, local onde, no processo de mastigação, é formado o chamado bolo alimentar;
  2. → O que é e como é formado o bolo alimentar? O alimento, ao chegar à boca, já inicia o processo de digestão;

Primeiramente, ele é quebrado pelos dentes e começa a ser misturado, com a ajuda da língua, à saliva , que provoca sua umidificação. A saliva possui uma enzima chamada de amilase salivar, muco, sais e outras substâncias. Em virtude da presença da amilase, que é capaz de quebrar o amido, a digestão dos carboidratos inicia-se na boca.

  • Com a ação da saliva, da língua e dos dentes, o alimento torna-se uma pasta mole, que recebe o nome de bolo alimentar;
  • O bolo alimentar é o nome dado, portanto, ao alimento mastigado e misturado à saliva;

→ Qual é o caminho percorrido pelo bolo alimentar? O bolo alimentar é formado na boca e impulsionado pela língua para a faringe. Da faringe, o bolo segue para o esôfago e, por intermédio dos movimentos peristálticos, é levado até o estômago. O processo responsável por levar o bolo alimentar da boca ao estômago é chamado de deglutição. Tem mais depois da publicidade 😉 A língua empurra o alimento em direção à faringe No estômago, o bolo alimentar sofre a ação de substâncias presentes no suco gástrico secretado por células da parede do próprio estômago. O bolo alimentar, após entrar no estômago, onde é parcialmente digerido e transformado em uma massa semilíquida e com pH ácido, passa a ser chamado de quimo, O quimo então segue para o intestino delgado, onde sofre a ação de enzimas do suco entérico e do suco pancreático.

Não pare agora. Após a ação dessas enzimas, o quimo torna-se um líquido esbranquiçado, que é denominado de quilo. Depois da passagem pelo intestino delgado, o que não foi aproveitado pelo organismo segue para o intestino grosso, onde se formarão as fezes, que, posteriormente, serão eliminadas no processo de defecação.

Por Ma. Vanessa dos Santos.

Qual é a função do intestino grosso?

Mariana Varella é editora-chefe do Portal Drauzio Varella. Jornalista de saúde, é formada em Ciências Sociais e pós-graduanda na Faculdade de Saúde Pública da USP. Interessa-se por saúde pública e saúde da mulher. Prêmio Especialistas Saúde 2021 e Prêmio Einstein Colunista +Admirados da Imprensa de Saúde e Bem-Estar 2021 @marivarella Órgão Que Recebe O Bolo Alimentar Publicado em: Revisado em: É no intestino grosso que ocorre a parte final da digestão: se acumulam os resíduos do processo digestivo em forma de fezes. O intestino grosso é a parte final do tubo digestivo, possui cerca de 1,5 m e divide-se em três partes: ceco , cólon e reto. O ceco corresponde à parte que se conecta ao intestino delgado e onde se localiza o apêndice cecal. O cólon atravessa quase todo o abdômen e é dividido em quatro partes: cólon ascendente, cólon transverso, cólon descendente e cólon sigmoide.

O reto possui uma dilatação chamada ampola retal que acumula as fezes, iniciando o processo de defecação. Faz a comunicação do cólon com o ambiente exterior por meio do ânus, que possui um músculo em forma de anel chamado esfíncter anal.

No intestino grosso ocorre a parte final da digestão. Nele se acumulam os resíduos do processo digestivo em forma de fezes. Esse órgão também é responsável pela absorção de água, que determina a consistência do bolo fecal.

Qual é a função do intestino delgado?

O intestino delgado é o órgão responsável pela absorção dos alimentos, permitindo que os minerais, as vitaminas e nutrientes sejam aproveitados pelo organismo. Embora o intestino delgado represente praticamente ¾ do sistema digestivo, é muito raro o desenvolvimento de um câncer nesse órgão.

O que e a entrada do alimento no corpo?

Boca – Órgão Que Recebe O Bolo Alimentar A boca é o local onde inicia o sistema digestório A boca é a porta de entrada dos alimentos no tubo digestivo. Ela corresponde a uma cavidade forrada por mucosa, onde os alimentos são umidificados pela saliva , produzida pelas glândulas salivares. Na boca ocorre a mastigação, que corresponde ao primeiro momento do processo da digestão mecânica. Ela acontece com os dentes e a língua.

Quais são os órgãos do sistema digestório?

A data foi instituída pela Organização Mundial de Gastroenterologia para mobilizar e orientar a população sobre a importância da prevenção e do diagnóstico precoce de doenças do aparelho digestivo. De acordo com a Organização, 20% da população global sofre algum tipo de problema intestinal e 90% das pessoas não procuram orientação médica, recorrem à automedicação ou não fazem nada para resolver o problema.

  • A Organização Mundial de Gastroenterologia escolheu ‘microbioma intestinal’ como tema da campanha do Dia Mundial da Saúde Digestiva 2020;
  • O microbioma ou microbiota intestinal (MI) contém dezenas de trilhões de microorganismos e mais de 1;

000 espécies conhecidas de bactérias com importantes funções no corpo humano, provocando um interesse considerável sobre o papel que os microrganismos intestinais podem desempenhar na saúde e na doença. As principais funções do MI são : – função antibacteriana: capacidade de impedir a colonização por novas bactérias indesejáveis; – função imunoestimulante: favorece a maturação do sistema imunológico; – função metabólica: age na degradação de resíduos que chegam ao cólon (parte central do intestino grosso).

O trato digestório e os órgãos anexos constituem o sistema digestório. O trato digestório é um tubo oco que se estende da cavidade bucal ao ânus, sendo também chamado de canal alimentar ou trato gastrintestinal.

As estruturas incluem: boca, faringe, esôfago, estômago, intestino delgado, intestino grosso, reto e ânus. Os órgãos digestórios acessórios são os dentes, a língua, as glândulas salivares, o fígado, a vesícula biliar e o pâncreas. Os dentes auxiliam no rompimento físico do alimento e a língua auxilia na mastigação e na deglutição.

You might be interested:  Qual A Marca Da Máquina De Sorvete Do Mcdonald'S?

Os demais, nunca entram em contato direto com o alimento, mas produzem ou armazenam secreções que passam para o tubo digestivo e auxiliam a decomposição química do alimento. Sintomas mais comuns de doenças do aparelho digestório : Náuseas, empachamento, azia, retorno do alimento e ou ácido gástrico, diarreia e/ou constipação e dor abdominal.

Mas, outros sintomas como tosse seca, dor no peito, sinusite, asma, dor de cabeça, deficit de atenção e lesões na pele, que aparentemente podem indicar outro tipo de doença, também são sintomas de problemas digestivos. Prevenção : As doenças dessa região, geralmente, estão relacionadas a alguns hábitos adquiridos ao longo da vida.

  1. Alimentação inadequada, sedentarismo, tabagismo, estresse, entre vários outros problemas, são responsáveis por muitos transtornos;
  2. Portanto, a prevenção é a melhor maneira de diminuir os índices de complicações na saúde digestiva;

O diagnóstico precoce é a melhor forma para curar e evitar complicações de qualquer doença. Ao sentir qualquer sintoma, o recomendado é procurar um médico imediatamente e evitar a automedicação. Irritações frequentes no estômago, dores de barriga, alterações significativas nas fezes, diarreia e, até mesmo, o mau hálito ou alterações na boca sem motivo aparente, merecem atenção.

Como o esôfago conduz o alimento da faringe ao estômago?

Esôfago – O esôfago é um órgão em forma de tubo, com paredes flexíveis e que mede aproximadamente 25 centímetros de comprimento. Em sua parede superior, ele se comunica com a faringe; em sua parte inferior, comunica-se com o estômago. Por meio de movimentos peristálticos, o esôfago empurra o alimento para o estômago.

Qual e a função do esôfago?

17 nov Qual é a função do esôfago? – Sabemos que, dentro de nosso corpo, cada órgão tem sua função e importância para o perfeito funcionamento do organismo. No aparelho digestivo não é diferente: cada região é fundamental para o mecanismo do aparelho, como uma grande engrenagem.

Hoje, vamos falar sobre o esôfago! Tumores neuroendócrinos atingem com mais frequência órgãos gastrointestinais O esôfago é responsável por levar a comida ingerida até o estômago. O órgão está localizado entre o extremo inferior da laringofaringe e se estende até a parte superior do estômago.

Para ilustrar melhor, podemos dizer que o esôfago atravessa o pescoço e toda a região do tórax, terminando na parte superior do abdômen. O esôfago tem aproximadamente 50 centímetros e é oco. Sua formação acontece com três camadas: ► Mucosa. Apresenta tecido conjuntivo, glândulas mucosas e vasos sanguíneos; ► Submucosa.

  • Tem pequenas glândulas que liberam secreções que lutam contra possíveis agentes infecciosos na região do esôfago; ► Muscular;
  • É dividida entre a camada externa e a interna do órgão;
  • Infelizmente, o esôfago não está livre do câncer;

A doença na região tem incidência sete vezes maior nos homens, e geralmente se desenvolve a partir dos 50 anos. Alguns fatores são vistos como possíveis causas do câncer de esôfago e devem ser evitados. São eles: obesidade; tabagismo; etilismo; consumo exagerado de carnes vermelhas, de alimentos embutidos e/ou conservados com muito sal; ingestão de líquidos muito quentes; entre outros.

Para que o bolo alimentar seja direcionado ao estômago?

Lista de exercícios retirados de provas de vestibulares, sobre o Intestino Delgado e suas funções. Ler artigo Intestino Delgado. Exercício 1 : (UDESC 2010) O bolo alimentar passa do esôfago para o estômago com o auxílio de movimentos peristálticos. No estômago ele sofre a quimificação e, no intestino delgado, transforma-se em quilo (produto final da digestão), quando a maior parte dos nutrientes começa a ser absorvida pelas células que revestem o intestino.

A) tecido epitelial estratificado pavimentoso e tecido epitelial simples prismático
B) tecido muscular esquelético e tecido epitelial estratificado cúbico
C) tecido muscular liso e tecido epitelial simples prismático
D) tecido muscular liso e tecido epitelial estratificado pavimentoso
E) tecido muscular esquelético e tecido epitelial simples prismático

.

Como se chama o movimento que conduz o bolo alimentar por todo o trato gastrointestinal?

No processo de digestão , o alimento ingerido é quebrado em partículas menores para que possa ser aproveitado pelas células. Durante o processo, diversas estruturas atuam para degradar o alimento, como os dentes. Além disso, várias enzimas estão presentes, tais como a amilase salivar e a pepsina.

  1. O processo de digestão inicia-se na boca, local onde, no processo de mastigação, é formado o chamado bolo alimentar;
  2. → O que é e como é formado o bolo alimentar? O alimento, ao chegar à boca, já inicia o processo de digestão;

Primeiramente, ele é quebrado pelos dentes e começa a ser misturado, com a ajuda da língua, à saliva , que provoca sua umidificação. A saliva possui uma enzima chamada de amilase salivar, muco, sais e outras substâncias. Em virtude da presença da amilase, que é capaz de quebrar o amido, a digestão dos carboidratos inicia-se na boca.

  • Com a ação da saliva, da língua e dos dentes, o alimento torna-se uma pasta mole, que recebe o nome de bolo alimentar;
  • O bolo alimentar é o nome dado, portanto, ao alimento mastigado e misturado à saliva;

→ Qual é o caminho percorrido pelo bolo alimentar? O bolo alimentar é formado na boca e impulsionado pela língua para a faringe. Da faringe, o bolo segue para o esôfago e, por intermédio dos movimentos peristálticos, é levado até o estômago. O processo responsável por levar o bolo alimentar da boca ao estômago é chamado de deglutição. Tem mais depois da publicidade 😉 A língua empurra o alimento em direção à faringe No estômago, o bolo alimentar sofre a ação de substâncias presentes no suco gástrico secretado por células da parede do próprio estômago. O bolo alimentar, após entrar no estômago, onde é parcialmente digerido e transformado em uma massa semilíquida e com pH ácido, passa a ser chamado de quimo, O quimo então segue para o intestino delgado, onde sofre a ação de enzimas do suco entérico e do suco pancreático.

Não pare agora. Após a ação dessas enzimas, o quimo torna-se um líquido esbranquiçado, que é denominado de quilo. Depois da passagem pelo intestino delgado, o que não foi aproveitado pelo organismo segue para o intestino grosso, onde se formarão as fezes, que, posteriormente, serão eliminadas no processo de defecação.

Por Ma. Vanessa dos Santos.